Blog

Fique por dentro

Estudar no exterior: a melhor hora pode ser agora

Estudar no exterior: a melhor hora pode ser agora

Em tempos de crise, quando a onda de pessimismo soa mais forte, fique alerta, pode ser sua grande chance de fazer o investimento certo e impulsionar sua carreira.

Analistas econômicos entrevistados por uma revista de circulação nacional, sobre a retomada do crescimento da economia do país, foram categorizados em “otimistas”, “menos pessimistas”, “pessimistas” e “mais pessimistas”. O que há em comum nos prognósticos é que os próximos meses serão de recuperação gradual e o crescimento econômico retornará. Para os mais otimistas ainda no segundo semestre deste ano, para os menos otimistas a partir de 2016, ou seja, a nuvem negra parece estar se dissipando.

As crises sempre existiram e todos os países, de tempos em tempos, tem que se ajustar a novos cenários e se reinventar. Afinal, a economia é cíclica e tem seus altos e baixos. A questão é como você pretende passar por esse momento de ajustes. Pode simplesmente paralisar ou readequar-se à realidade tirando proveito da situação, saindo da crise mais fortalecido.

Quando se trata do processo de formação do indivíduo, o olhar deve vislumbrar o futuro, o que virá depois da crise. Um profissional qualificado amplia as suas oportunidades em tempos de vacas magras.

Se você é um profissional que domina o conhecimento técnico na sua área, tem fluência em inglês e outros idiomas, possui alguma experiência internacional e tem facilidade para adequar-se a ambientes com culturas diferentes, terá o mundo como opção. Os fluxos migratórios motivados por crises econômicas são vivenciados em todo o planeta e nestes períodos, é bom poder contar com alternativas de trabalho em mercados com maior crescimento e oportunidades.

Se você está planejando fazer um curso no exterior, aprender um novo idioma, viver um período fora do Brasil, siga em frente com o seu projeto. Se por um lado a valorização do dólar americano esfriou a euforia do câmbio barato, por outro, a retração das viagens internacionais está motivando as promoções de passagens aéreas com preços extremamente atraentes, impensáveis nos bons tempos da economia. Escolas de idiomas no exterior estão oferecendo descontos nos seus programas. Você ainda deve considerar as inúmeras ofertas de bolsas de estudo do Ciências sem Fronteiras e de governos estrangeiros, ávidos por atraírem estudantes internacionais. O dólar está mais estável agora, mas não voltará ao patamar dos R$ 2,00, esse tempo já passou. Portanto, refaça as suas contas, pesquise novas alternativas de destinos. O câmbio em alguns países não sofreu tanta alteração em relação ao Real, como nos casos do Canadá, Inglaterra, Austrália, Irlanda e Nova Zelândia. Todos excelentes destinos para estudar e que estão entre os mais procurados por estudantes brasileiros.

Importante destacar que não se trata de uma viagem de turismo e compras, mas de um investimento no seu futuro e com retorno garantido. A educação, as habilidades e as competências adquiridas são o seu maior patrimônio. Passar um tempo fora do Brasil estudando, também servirá para ampliar horizontes e descobrir novas oportunidades para a sua carreira.

Herley Cesar Reinert é Especialista em Negócios Internacionais e Diretor Executivo da Feira Cidadão do Mundo.
herley@trenier.com.br
www.facebook.com/feiracidadaodomundo

“Se você está planejando fazer um curso no exterior, aprender um novo idioma, viver um período fora do Brasil, siga em frente com o seu projeto”.

Artigos relacionados

Feira Eprosec 2019 – Intercâmbio: O mundo além das fronteiras

O Encontro dos Profissionais de Secretariado (Eprosec), evento que está na 6ª edição, que...

Continue lendo

5 dicas de como aproveitar a EduExpo Brasil 2019

Mega evento que acontece em 7 cidades começa no próximo dia 19 de Setembro Em um evento com...

Continue lendo

A MAIOR FEIRA DO BRASIL SOBRE OPORTUNIDADES DE ESTUDOS NO REINO UNIDO JÁ TEM DATAS CONFIRMADAS PARA 2019. INSCREVA-SE!

As universidades britânicas são conhecidas por aliar a tradição acadêmica aos métodos mais...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X