Blog

Fique por dentro

Costa Rica: o intercâmbio no coração das Américas

Costa Rica: o intercâmbio no coração das Américas

Espanhol, inglês, universidade: os atrativos do paradisíaco país da América Central que está entre os que mais investem em educação no mundo

Ela é pequenina, mas de uma riqueza explícita até no nome. A Costa Rica é uma nação de pouco menos de 5 milhões de habitantes na América Central, cercada de um lado pelo Oceano Pacífico e, de outro, o Mar do Caribe. Apontada em 2018 pela ONU como o país mais feliz da América Latina, segundo o Relatório Mundial da Felicidade (atrás apenas do Canadá nas Américas!), a terra dos Ticos, como são conhecidos os habitantes locais, é também uma área fértil para os estudos. E o melhor: as portas estão abertas para você!

O compromisso da Costa Rica com a educação vem de tempos. Para se ter uma ideia, o país estabeleceu como meta para 2018 gastos públicos de 8% do seu Produto Interno Bruto (PIB) na educação nacional – proporcionalmente, nenhuma nação investe tanto no campo, que abrange desde os anos primários até o ensino superior. Os estudantes estrangeiros são mais do que bem-vindos para verem de perto os resultados desse projeto de várias décadas.

Privada, a Universidad Veritas é um caso de estudo – literalmente. Por meio do seu Centro para Programas Internacionais e Estudos de Sustentabilidade (CIPSS, no original), a instituição oferece um dos programas mais abrangentes para intercambistas na América Latina. Anualmente, mais de 800 alunos vindos de pelo menos 300 universidades de todo o mundo chegam ao centro em San Jose, a simpática capital da Costa Rica, para uma imersão educacional de qualidade na variada grade de disciplinas disponível.

O CIPSS teve início há 25 anos como um instituto para o ensino de espanhol para estrangeiros. Hoje, não apenas o ensino do idioma é um dos pontos fortes da Universidade, como também é uma das línguas nas quais alguns dos programas são lecionados. O inglês, amplamente falado por grande parte da população (frutos dos investimentos em educação pública e consequência da chegada de gigantes multinacionais no país), também marca presença em mais de 80 cursos, cuja duração e formato variam de acordo com a intenção do estudante. Dá para curtir apenas algumas semanas durante as férias como também passar um semestre inteiro para complementar os estudos universitários iniciados no Brasil.

A ideia de integrar o estudante estrangeiro ao ambiente não fica restrita ao papel. A Universidad Veritas tem o seu modelo pedagógico focado na avaliação de competências e aprendizado através da experiência, muitas vezes fora da sala de aula. Ou seja: nada de ficar decorando conceitos apenas para provas. O intuito é de aplicar o conhecimento na análise diária do curso e na resolução de problemas presentes na disciplina no mundo real!

Três perguntas para Raphael Borges de Oliveira, gerente internacional de recrutamento da LCI Education Network, grupo educacional do qual faz parte a Universidad Veritas

– Por que o estudante brasileiro deve escolher a Costa Rica como destino de intercâmbio?
A Costa Rica é um dos países indicados para quem procura uma vida menos agitada e deseja apreciar a natureza e suas belas paisagens em um ambiente tropical. Quem está acostumado com lugares muito agitados como São Paulo pode estranhar as poucas opções da vida noturna costarriquenha. O país é conhecido e famoso por suas políticas de proteção ambiental, educação e esforços de paz, e desde 2016, mais de 98% da energia é produzida a partir de recursos renováveis – eles têm como meta tornar-se carbon free até 2021.

– Quais os grandes destaques da Universidad Veritas?
A universidade estrutura-se sobre os pilares do Design, Comunicação e Sustentabilidade. A localização central, o ambiente criativo representado pelo laboratório digital de fabricação e o nosso foco em ciências sustentáveis e conservação exemplificados no incrível BIOMOL – laboratório de biologia molecular – são algumas das características mais notáveis.

– Quais são as experiências essenciais que um estudante deve vivenciar na Costa Rica?
A Costa Rica é famosa por seus vulcões, e alguns deles ainda são ativos – os mais conhecidos são o Irazú, Poás e Arenal. Se perder um pouco pelos mais de 1200 quilômetros de praias, rochas e manguezais, tanto no litoral do Pacífico quanto no litoral caribenho, não é exatamente um problema, e é uma ótima experiência. E para quem gosta da culinária brasileira, alimentar-se no país talvez não seja uma experiência tão diferente: o prato mais popular da Costa Rica é o feijão com arroz, e os costarriquenhos também gostam de misturar esse prato com saladas e carnes.

Um outro Corcovado

Corcovado é sinônimo de bondinho e Rio de Janeiro para você? Pois é hora de ampliar o vocabulário – e, por tabela, o seu conhecimento da natureza. Na Costa Rica, o Parque Nacional do Corcovado fica localizado no sudoeste do país, na chamada Península de Osa, descrita pela revista National Geographic como “o lugar com a maior intensidade biológica do planeta”. Não é por acaso: 2,5% de toda a biodiversidade terrestre está concentrada em uma área que ocupa apenas 0,001% da superfície da Terra. O Corcovado costarriquenho equivale a um terço da península, e, por lá, o visitante tem a oportunidade de ver de perto em meio à Mata Atlântica animais que vão do tamanduá ao bicho-preguiça!

Saiba mais!
A Universidad Veritas tem uma página específica para os alunos estrangeiros. Do calendário acadêmico aos programas oferecidos, tem tudo lá: www.studyabroad.veritas.cr

Natureza em Curso
As áreas de Humanidades, Negócios e Indústrias Criativas são algumas que ganham destaque entre os cursos oferecidos pela Universidad Veritas a intercambistas. Mas um dos grandes atrativos entre os programas universitários do centro são aqueles focados nas áreas Biológicas. Não por acaso: com toda a riqueza do ecossistema nacional, os estudos ligados à natureza são, naturalmente, um ponto de exploração. Inclusive, a universidade promove programas turísticos, acompanhados por um especialista, com o foco em certos atrativos: os pássaros da Costa Rica, ecoturismo e sustentabilidade, mamíferos do país, ecologia tropical, etc. A melhor forma de viajar, explorar, aprender e, claro, curtir as férias!

Menos tanques, mais livros
A Costa Rica é um dos raros países do mundo que não tem Forças Armadas próprias. A decisão de abolir o exército nacional foi tomada em 1948. Desde então, os investimentos que seriam direcionados à área são revertidos para a saúde e a educação.

Como chegar?
O principal aeroporto internacional da Costa Rica está na capital San Jose. Os itinerários mais frequentes são com a Avianca, via Lima (Peru) ou Bogotá (Colômbia), com a Copa Airlines, via Panamá.

Artigos relacionados

Começe seu 2019: como se preparar para um semestre

Um novo ano acadêmico acena - e este ano é o Ano Chinês do Porco. Diz a lenda que o porco ficou...

Continue lendo

Malta: um paraíso de ensino no Mediterrâneo

Banhado pelo sol em meio ao Mar Mediterrâneo, Malta é um país de uma variedade interminável de...

Continue lendo

Irlanda

A Irlanda é um ótimo destino para quem deseja aprender ou aprimorar o inglês – além de ser a...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X