Blog

Fique por dentro

Pós-graduação na Nova Zelândia

Pós-graduação na Nova Zelândia

Criar uma cultura de excelência de pesquisa é uma grande prioridade das instituições de ensino na Nova Zelândia. Para o estudante que queira fazer mestrado ou doutorado, a fim de se tornar pesquisador, as opções que o país oferece são de altíssimo nível. Temas como energias renováveis e sustentabilidade, tecnologia da informação, cinema, agricultura, economia, entre outros, além de serem áreas nas quais a Nova Zelândia é referência, são assuntos globais e de enorme relevância.

Quem deseja cursar alguma modalidade de pós-graduação na Nova Zelândia está cercado de excelentes motivos. Além de estar inserido em um ambiente de ensino rico e desafiador  –  muitas vezes com bolsa oferecida pelo governo – e da autorização para trabalhar durante os estudos, os brasileiros têm a possibilidade de permanecer no país em atividade remunerada também após a vida em sala de aula.

Um dos principais benefícios para o estudante internacional é poder viajar com o cônjuge, que pode aplicar para um visto de trabalho durante o período de estudos do parceiro; filhos dependentes poderão frequentar as escolas públicas do país, que estão avaliadas entre as melhores do mundo de acordo com o exame PISA.

O estudante de doutorado desfruta ainda de mais benefícios. Para criar bons PHDs, a Nova Zelândia confere ao estudante internacional de doutorado o mesmo status de estudante doméstico. Isso significa que o programa de doutorado se torna bem mais acessível: por volta de 6 a 7 mil dólares neozelandeses por ano.

Todas as oito universidades da Nova Zelândia fazem parte do conceituado Quacquarelli Symonds World University Rankings (QS). São elas: University of Auckland, University of Otago, University of Canterbury, Victoria University of Wellington, University of Waikato, Massey University, Lincoln University e Auckland University of Technology.

Auckland University of Technology (AUT) se concentra em fomentar pesquisas, buscar parcerias e aumentar sua participação com a indústria, além de angariar recursos científicos e incrementar sua infraestrutura. As atividades de pesquisa se distribuem, de forma mais concentrada, por cinco faculdades/carreiras: Negócios, Economia e DireitoCultura e SociedadeDesign e Tecnologias CriativasSaúde e Ciência do Meio Ambiente e Desenvolvimento Indígena e Maori.

A AUT também tem um escritório de pesquisa e inovação e conta com um orçamento anual de 23 milhões de dólares neozelandeses para custear pesquisas, bolsas de estudo e manter um fundo estratégico de investimento.

Auckland, cidade onde está localizada a AUT, é a maior cidade da Nova Zelândia e concentra 31% da população do país. Foi eleita recentemente como a melhor do mundo quando o assunto é diversidade cultural.

Victoria University of Wellington, que fica na capital da Nova Zelândia, também se destaca por seu engajamento em pesquisas. As disciplinas de maior destaque, neste caso, estão divididas em Arquitetura e DesignArtes, Humanidades e Ciências SociaisNegócios e ComércioMudanças do ClimaCiências Físicas e da TerraEcologia e BiodiversidadeEducaçãoCiências da Engenharia e MatemáticaCiências da Saúde e Biomédicas e Direito, Polícia e Governo.

Wellington, classificada como uma das melhores cidades do mundo para se viver, possui cerca de 500 mil habitantes e está localizada na parte sul da Ilha Norte. A cidade é um centro financeiro importante e sua localização central é perfeita para se deslocar entre as duas ilhas principais que constituem o país. (Ilha Norte e Ilha Sul).

Wellington cresceu ao redor de uma baía, onde foi construído um porto, hoje totalmente revitalizado. Nessa região está um dos museus mais importantes do continente, o Te Papa (“Nosso Lugar” em dialeto Maori). Repleto de experiências interativas, oferece ao visitante a história, a arte e revela a alma dos neozelandeses.

Vale lembrar que a Nova Zelândia é o país de língua inglesa mais pacífico do mundo (Global Peace Index), tem a melhor qualidade de vida (Legatum Prosperity Index) e todas as suas universidades estão listadas entre as melhores do mundo pelo QS University Rankings.

Artigos relacionados

Inglês americano x Inglês britânico

Estamos habituados a viver com diversas culturas, cada uma das regiões do Brasil possui suas...

Continue lendo

Os destinos já estão recebendo brasileiros para estudar no exterior?

Confira abaixo os principais destinos para a realização de sua viagem no exterior e como está...

Continue lendo

O intercâmbio sempre foi o novo normal

Expressão que ganhou o mundo na pandemia é parte da vida de quem estuda no exterior Que o ano...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X