Blog

Fique por dentro

Os destinos já estão recebendo brasileiros para estudar no exterior?

Os destinos já estão recebendo brasileiros para estudar no exterior?

Confira abaixo os principais destinos para a realização de sua viagem no exterior e como está sua atual situação em relação ao recebimento de estudantes brasileiros devido a pandemia do COVID-19.

Atualização dos países sobre o recebimento de brasileiros para intercâmbio (atualizado 27.05.2022)

África do Sul

Necessário apresentar a prova de um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua chegada. Caso não apresente, será obrigatório uma quarentena de 14 dias. Obrigatório baixar o aplicativo COVID Alert South Africa e preencher o questionário de saúde de viagem antes da partida.

Alemanha

O Brasil deixa de ser classificado como área de alto risco e aplicam-se as seguintes restrições à entrada na Alemanha vindo do Brasil. No entanto, as restrições de entrada na UE ainda se aplicam quando se entra na Alemanha a partir do Brasil. Para todas as pessoas com doze anos ou mais, é necessária a seguinte prova: os viajantes devem apresentar ou um certificado de vacinação reconhecido, com as vacinas aceitas pela União Europeia (não inclui a Coronavac), um certificado de convalescença ou uma prova de um resultado negativo do teste PCR/antígeno. A retirada do esfregaço do teste PCR não deve ter mais de 48 horas do momento da partida. No caso de testes de antígenos, o esfregaço deve ter sido colhido não mais de 48 horas antes da entrada. Não há obrigação de quarentena.

Saiba mais! 

Argentina

Para estrangeiros de países vizinhos (como o Brasil) ou seus residentes que ficaram pelo menos os últimos 14 dias neles:

– Calendário completo de vacinação aplicado pelo menos 14 dias antes de sua chegada.

– Declaração de Migração (no link a seguir) pelo menos quarenta e oito (48) horas antes do início da viagem.

– Seguro com cobertura COVID e cobertura de serviços de internação, isolamento e traslados sanitários.

Austrália

Está permitada a entrada de estudantes com visto e totalmente vacinados (todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceitas), tendo que apresentar também o teste RT-PCR negativo antes do embarque. Ainda precisa atender a todos os requisitos de fronteira do governo australiano e a qualquer estado ou território, de quarentena e requisitos de teste. No link ao lado tem a lista de estados e territórios com as regras de cada um.

Saiba mais!

Canadá

Está permitida a entrada de pessoas totalmente vacinadas com imunizantes aprovados pelo país: Pfizer-BioNTech, Moderna, AstraZeneca/COVISHIELD, Jansen e Coronavac, com a última dose tomada com pelo menos 14 dias da data da viagem, sem a necessidade de apresentação do teste RT-PCR negativo. A partir de 01 de abril, os viajantes que chegam ao Canadá de qualquer país, que se qualifiquem como totalmente vacinados, podem precisar fazer um teste molecular COVID-19 na chegada, se selecionados para testes aleatórios obrigatórios. Os viajantes selecionados para testes aleatórios obrigatórios não precisam ficar em quarentena enquanto aguardam o resultado do teste. É obrigatório usar o ArriveCAN antes de fazer o check-in no aeroporto para enviar suas informações de vacinação.  Quanto a cursos de curta duração, os estudantes podem viajar com eTA ou visto de turista.

ArriveCAN

Saiba mais !

Chile

Teste PCR negativo feito 72 horas antes do embarque. Declaração juramentada do viajante feito eletronicamente o formulário “Declaração juramentada para viajantes” até 48 horas antes do embarque. Seguro médico adquirido com cobertura mínima de US $ 30.000 que inclui a cobertura de qualquer despesa causada pela Covid-19. Esquema completo de vacinação (2 doses), que deve ser homologado antes de entrar no Chile enmevacuno.gob.cl O período de homologação de vacinação será informado ao viajante no momento de fazer a solicitação, procedimento que pode demorar até 30 dias corridos. No ponto de entrada no Chile, serão realizados exames PCR ou testes de antígeno aleatoriamente. Quem faz o teste de antígeno deve aguardar o resultado no ponto de entrada.

Saiba mais!

Emirados Árabes Unidos

A partir de 26 de fevereiro de 2022, os passageiros que viajam para Dubai devem cumprir um dos requisitos abaixo, com os documentos em inglês ou árabe: – Apresentar um certificado válido de vacinação indicando que o passageiro está completamente vacinado com uma vacina aprovada pela OMS ou os Emirados Árabes Unidos (EAU), e que inclua um sistema de código QR; ou – Apresentar um certificado válido de teste com resultado negativo para Covid‑19 que deve ser baseado em teste de diagnóstico molecular para a detecção qualitativa do ácido nucleico para RNA viral do SARS‑COV‑2, emitido até 48 horas após o horário de coleta da amostra e por um provedor de saúde aprovado, e deve conter um sistema de código QR; ou – Apresentar um certificado médico válido emitido pelas autoridades relevantes indicando que o passageiro se recuperou do Coronavírus SARS‑Cov‑19 dentro do período de um mês da data de recuperação até a data de chegada, e contendo um sistema de código QR – Se for solicitado, os passageiros devem se submeter a um teste de PCR na chegada à Dubai e cumprir autoquarentena até receberem um resultado negativo. Caso o teste dê positivo, os passageiros devem observar as seguintes diretrizes emitidas pela Autoridade de Saúde relevante no Emirado de Dubai.

Espanha

Qualquer brasileiro maior de 12 anos de idade com esquema vacinal completo concluído pelo menos 14 dias antes da viagem pode entrar na Espanha. São aceitas todas as vacinas aplicadas no Brasil.Atenção: desde o dia 1 de fevereiro, o certificado só é aceito quando não tenha ultrapassado os 270 dias, aproximadamente 9 meses, da aplicação da última dose da vacina, segundo o site oficial do governo. Sendo assim, se tomou a segunda dose ou dose única há mais de 9 meses, a terceira dose da vacina deve ser providenciada para entrar na Espanha, lembrando que é preciso ter tomado a vacina 14 dias antes da viagem. No link ao lado estão todos os detalhes para a viagem, incluindo o link do formulário que deve ser preenchido antes da viagem.

Saiba mais!

Estados Unidos

A partir de 08 de novembro brasileiros com vacinação completa válida, com as vacinas aprovadas pela OMS, poderão entrar sem quarentena, com a comprovação dessa vacinação e o teste RT-PCR negativo feito no dia do voo ou no dia anterior ao mesmo.

Os consulados americanos estão atendendo para emissão de vistos.

França

Brasileiros vacinados devem apresentar o comprovante oficial de vacinação com a dose de reforço no prazo máximo de nove meses da segunda dose ou dose única, o documento “Engagement sur l’honneur” que está disponível do site do Ministério do Interior. Pessoas não vacinadas devem apresentar um documento que justifique motivo imperioso de sua viagem. Esses poderão ser submetidos a um teste PCR na chegada e em caso positivo fazerem isolamento.

Holanda

Os cidadãos brasileiros residentes no Brasil poderão novamente ingressar nos Países Baixos desde que apresentem os documentos exigidos pelas autoridades locais, entre os quais poderão constar i) comprovante de vacinação, (com uma das vacinas reconhecidas pelo governo, entre as quais a Coronavac – Sinovac), ii) teste PCR 48 negativo coletado a menos de 24 horas do horário de embarque ou antígeno coletado em menos de 24 horas ao embarque, iii) declaração de recuperação da Covid-19, nos casos que acusarem positivo, iv) formulário de compromisso de quarentena*, v) formulário de declaração de vacina e vi) formulário de declaração de saúde. *quarentena não mais obrigatória para viajantes que completaram a vacinação, mas ainda exigida para os demais casos.

Inglaterra

Permitido a entrada desde que passem pelo menos os 10 dias anteriores em um dos países do corredor seguro antes de chegar ao Reino Unido. Necessário apresentar a prova de um teste de PCR negativo para o COVID-19, efetuado nas 72 horas anteriores à sua partida, preencher um formulário de localização de passageiro e ter o pacote de quarentena obrigatório que inclui 2 testes de COVID-19 e quarentena de 10 dias em um hotel aprovado por eles.

Irlanda

A partir de 6 de março de 2022, os viajantes para a Irlanda não precisam apresentar comprovante de vacinação, comprovante de recuperação ou resultado negativo do teste PCR na chegada. Não há testes pós-chegada ou requisitos de quarentena para viajantes para a Irlanda. Qualquer indivíduo que desenvolva sintomas de COVID-19 enquanto estiver na Irlanda deve seguir as orientações do HSE em relação ao isolamento e realizar testes de antígeno ou PCR conforme apropriado

Saiba mais !

Itália

Foram eliminadas as listas de países e as regras para entrar no país são padronizadas. A entrada na Itália será permitida mediante apresentação de: – O Formulário Digital de Localização de Passageiros (PLF) em formato digital ou em papel; – A certificação verde Covid-19 (certificado de vacinação, certificado de recuperação ou teste molecular ou antigênico negativo) ou outra certificação de vacinação reconhecida como equivalente. São aceitas a vacinas aprovadas pela EMA (União Europeia), portanto a Coronavac não consta. Somente no caso de não apresentação de uma das certificações acima será aplicada a medida de quarentena por um período de 5 dias com a obrigação de se submeter a testes moleculares ou antigênicos no final do período.

Saiba mais !

Malta

Está liberada a entrada para brasileiros vacinados, com a apresentação de Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 do Ministério da Saúde em inglês, com as vacinas aceitas pela União Europeia (não a OMS) o que não inclui a Coronavac, sem necessidade de quarentena. Também podem entrar certificado de recuperação do Covid-19 indicando que não passaram mais de 180 dias desde a data do primeiro teste positivo ou teste de PCR negativo obtido no máximo 72 horas antes da chegada ou um teste rápido de antígeno negativo obtido no máximo 24 horas antes da chegada. Há necessidade de preencher o Formulário Digital Localizador de Passageiros. Há necessidade de teste PCR negativo para sair da quarentena.

Link formulário.

Saiba mais

Nova Zelândia

Os estudantes podem solicitar vistos para vir para a Nova Zelândia a partir de 31 de julho – três meses antes do planejado. O Governo anunciou que as fronteiras serão totalmente reabertas até ao final de julho, o que significa que a data de abertura das categorias de visto de estudante foi antecipada para outubro. O governo já estabeleceu uma exceção de classe de fronteira para 5.000 estudantes internacionais, o que significa que eles podem vir para a Nova Zelândia assim que seus vistos forem concedidos.

Saiba mais

Portugal

Está liberada a entrada de brasileiros. Não obrigatória a vacinação, nem a quarentena. Mantém-se a obrigatoriedade de realização de teste PCR ou antígeno, com 72h ou 48h de antecedência, mesmo com quadro de vacinação completa, e apresentação de formulário de localização de passageiro preenchido.

Reino Unido

Adultos totalmente vacinados que viajarem para Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, não precisarão fazer testes de COVID-19 na chegada ao Reino Unido. O teste antes de embarcar para o país também não é mais necessário para passageiros vacinados. Os passageiros vacinados precisam apenas preencher o Formulário de Localização de Passageiros (Passenger Locator Form – PLF) através da página oficial do Governo Britânico, nas 48 horas que antecedem a chegada ao Reino Unido e portarem o Certificado de Vacinação em inglês. Para mais detalhes sobre os protocolos atuais e o que fazer em caso de passageiros não vacinados

Saiba mais!

Suíça

Brasileiros com a vacinação completa (vacinas reconhecidas pela OMS) estão aptos a entrar no país, devendo apresentar o Certificado Nacional de Vacinação do Ministério da Saúde em inglês. Os certificados de vacinação teráo validade de 270 dias após a última dose. Não há necessidade de apresentar teste de PCR ou antígeno. Entretanto, caso o estudante fizer conexão em outro país é preciso verificar as regras do país de conexão.


Toda semana atualizaremos a tabela para você se manter informado. Se tiver informações sobre algum dos países, envie para nós (info@belta.org.br)!

Artigos relacionados

Conheça o Supply Chain Transportation and Logistics da SELC

A SELC e’ o único College em British Columbia que possui uma parceria exlcusiva com o CITT

Continue lendo

Por que fazer um MBA Pathways na UWS Campus de Londres?

O MBA é projetado especificamente para graduados que já deram seus primeiros passos na carreira empresarial, que estão prontos para assumir funções e habilidades com mais responsabilidade.

Continue lendo

Você sabia que 98% dos ex-alunos do Southeast estão empregados em sua indústria?

Mês de formatura sempre nos faz pensar em nossos ex-alunos!

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X