Blog

Fique por dentro

Planeje seu intercâmbio para a Nova Zelândia na Eduexpos

Planeje seu intercâmbio para a Nova Zelândia na Eduexpos

País de língua inglesa referência em qualidade de vida e de ensino leva informação e oportunidades à maior feira de intercâmbio

Fevereiro de 2018 –  Quem estiver planejando desenvolver o seu inglês na Nova Zelândia, país sinônimo de ensino qualificado, segurança e qualidade de vida, terá muitas novidades em março.  A Education New Zealand (ENZ), principal agência do governo para representação da educação do país, terá uma série de atrações para a próxima Eduexpo nos dias 17 e 18 de março em São Paulo.

Ao todo, 12 instituições de ensino neozelandesas estarão no evento, levando aos estudantes que planejam um intercâmbio as informações necessárias sobre os diferentes programas de ensino que o país oferece: cursos de inglês, high school, cursos técnicos, ensino superior e pós-graduação.

Entre as representantes, quatro das oito universidades públicas do país, todas classificadas entre as 3% top do mundo segundo o QS World University Rankings 2018, e escolas de inglês classificadas como Category 1, que permitem ao estudante trabalhar por até 20 horas por semana*. Além disso, também estarão presentes representantes de high schools e de outros tipos de instituições de ensino superior. Um atrativo a parte será a presença da Study Southland, região que vem atraindo um grande número de brasileiros e que registrou, somente em 2017, um crescimento de 70% comparado ao ano anterior.

Além das instituições de ensino, vale destacar a participação das agências do governo Education New Zealand, para informações sobre oportunidades de estudo no país, e da Immigration New Zealand, a agência responsável pela emissão de vistos de estudante.

*alunos matriculados por 14 semanas, em cursos com carga horaria mínima de 20h semanais.

Informações e programação completa da Eduexpo em: http://eduexpos.edufindme.com/

VANTAGENS DE ESTUDAR NA NOVA ZELÂNDIA

Trabalho e estudo – a Nova Zelândia está entre os poucos países do mundo que permitem ao estudante internacional trabalhar durante a estadia no país. Ao estudante de inglês é permitido trabalhar até 20 horas por semana, desde que esteja matriculado em escola categoria 1 e em curso de no mínimo 14 semanas com 20 horas de aula por semana.  Já os alunos do ensino superior, além da permissão de trabalho durante os estudos,  podem solicitar um visto de trabalho pós-estudos ao completar qualquer curso com duração de mais de 30 semanas. Esse visto permite trabalhar na Nova Zelândia por até um ano. Caso tenha uma oferta de trabalho na sua área de estudos, é possível obter um segundo visto de trabalho, dessa vez com duração de até dois anos.

Qualidade de Vida – No que diz respeito à qualidade de vida, a Nova Zelândia é o país de língua inglesa mais pacífico do mundo, de acordo com o Global Peace Index. Outra referência mundial, o Legatum Prosperity Index, classifica o país no topo do ranking em qualidade de vida. Cidades como Auckland e Wellington estão, respectivamente, na 3ª e na 12ª colocações no mesmo quesito segundo o ranking Mercer.

Vantagem para a família – Entre os atrativos para o estudante de pós-graduação estão os benefícios estendidos à família. Partners de estudantes de pós-graduação podem solicitar o visto de trabalho aberto e em período integral (válido também para casais do mesmo gênero).   Já os filhos de portadores de visto de trabalho podem frequentar as escolas públicas como estudantes domésticos, o que permite estudar gratuitamente nas escolas públicas do país (avaliadas entre as melhores do mundo pelo exame PISA  -Programa Internacional de Avaliação de Estudantes).

SOBRE A EDUCATION NEW ZEALAND – A Education New Zealand (ENZ) é a principal agência do governo para a divulgação e representação da educação da Nova Zelândia em âmbito internacional. Com o objetivo de tornar a Nova Zelândia conhecida como destino para estudantes internacionais e como a mais importante parceira para conhecimento e serviços ligados à educação, a ENZ conta com 70 funcionários em mais de 20 localidades e é dirigida por uma junta nomeada pelo Ministro de Educação Superior, Competências e Ofícios, Sr. Paul Goldsmith.

Artigos relacionados

Mais jovens brasileiros buscam fazer intercâmbio no exterior

Alguns já começam a organizar a viagem antes mesmo de entrar na faculdade. Em 2017, mais de 90...

Continue lendo

Verão na Holanda com a The Hague

Verão na The Hague 2018 2 – 4 semanas Inglês The Hague, Campus Principal 2-13...

Continue lendo

Tire seu visto de estudante para Austrália com a Mundo dos Vistos

Você deseja fazer um curso no exterior onde o clima seja bastante parecido com o do Brasil?...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X