Blog

Fique por dentro

Malta: um paraíso de ensino no Mediterrâneo

Malta: um paraíso de ensino no Mediterrâneo

Banhado pelo sol em meio ao Mar Mediterrâneo, Malta é um país de uma variedade interminável de praias excepcionais, uma história de mais de 7 mil anos, uma culinária fantástica e diversas oportunidades de estudo. Rica em história e cultura, a cidade de Valletta é uma das menores capitais da Europa e uma das mais singulares do planeta, um testemunho vivo de uma civilização de 7 mil anos.

Ao longo dos séculos, Malta e Gozo chamaram a atenção de grandes potências históricas de diversas eras. Dos fenícios, gregos, romanos e árabes, passando pelo Reino de Castilha e pelos Cavaleiros de São João até chegar aos franceses e aos britânicos, todos, à sua maneira, deixaram traços de sua influência nas ilhas e teceram um mosaico riquíssimo de culturas prontas para serem descobertas. Seja em uma caminhada pelas ruas de pedra da capital barroca de Malta, Valletta (descrita por Sir Walter Scott como “aquela cidade esplêndida, quase um sonho”), admirando as igrejas, praças e palazzos da cidade, seja em uma volta noturna pelas ruas tomadas pelo vento da silenciosa cidade murada medieval de Mdina, você conta com elementos especiais para deixar ainda mais memorável sua visita ao país.

As Ilhas Maltesas, compostas por Malta, Gozo e Comino, totalizam uma população de mais de 450.000 habitantes disposta ao longo de uma área de apenas 316 km². Apesar do tamanho diminuto, o país tem sua língua própria, o maltês, um idioma que combina influências do árabe, inglês e italiano. Contudo, o inglês é uma das línguas oficiais das ilhas. Ou seja: trata-se do destino perfeito para você estudar o inglês!

Dá para ficar melhor? Bem, a nação desfruta de algumas das águas mais cristalinas do planeta, o que faz de Malta um dos melhores lugares para o mergulho, especialmente por sua grande variedade de vida marinha, corais belíssimos e navios naufragados. Consegue pensar em um cenário melhor de hospedagem para uma temporada de estudos no exterior?

Tudo o que você precisa saber sobre a Malta

  • Nome oficial: Republic of Malta
  • Capital: Valletta
  • Tamanho: 316 km²
  • População: aproximadamente 450 mil
  • Moeda: Euro (100€ = R$ 421*)
  • Praias: 36
  • Praias mais populares: Mellieħa Bay, Għajn Tuffieħa e Golden Bay

Um país de sol, cultura e estudos

Malta não é um país excelente para aprender inglês apenas no verão. Trata-se de um destino adequado para todos os meses do ano. O clima no outono e na primavera é agradável, com altas temperaturas e poucas chuvas. O frio nunca é suficiente para que as pessoas deixem de curtir atividades em espaços abertos. O calendário de eventos nacionais é pensado para todos os gostos e abrange uma variedade de atividades esportivas, culturais e recreativas. O lazer é contemplado de todas as formas, mas se você faz o tipo aventureiro, vale a pena explorar parte da ilha por conta própria. De toda forma, uma série de atividades extracurriculares pode preencher o seu período de intercâmbio, como golfe, tênis, ciclismo e até mesmo cavalgadas. Tudo isso – e muito mais – está à disposição em Malta.

Laços britânicos

Embora a personalidade seja essencialmente mediterrânea, Malta também apresenta um caráter fundamentado nas tradições britânicas – prova disso é o fato de o inglês, ao lado do maltês, ser uma das línguas oficiais do país. Ter o idioma de Shakespeare como parte integrante de sua cultura fez Malta construir uma reputação como um dos principais destinos de intercâmbio linguístico durante as férias. Não por acaso, o país recebe estudantes de todo o mundo interessados em aprender o idioma há quase meio século!

Culinária

A comida tradicional de Malta é rústica e sazonal, uma vasta mistura da culinária mediterrânea – resultado de um longo relacionamento entre os habitantes e as muitas civilizações que ocuparam as ilhas maltesas ao longo dos séculos.

Peixes, naturalmente, têm presença constante nos pratos e aparecem entre os favoritos ao lado do coelho cozido no vinho e alho. Claro, impossível falar da culinária de Malta sem citar o pão local, com casca bem crocante, mas com o seu interior extremamente macio.

Vida noturna

A vida noturna no país é vibrante e bem variada. Assim que você chegar a Malta se dará conta de que é muito difícil não desfrutar do seu tempo por lá, graças a uma enorme oferta de bares, restaurantes, discotecas e cassinos para escolher. Muitos dos restaurantes mais requintados, que dão espaço a uma gastronomia cosmopolita, estão concentrados próximos ao mar.

Todavia, as cidades e vilas mais ao centro das ilhas também oferecem uma série de espaços mais intimistas e restaurantes familiares especializados na culinária local.

Turismo

Depois de se alimentar bem, você pode colocar o tênis e sair pelo país para descobrir as praças das pequenas vilas, além de fazendas centenárias e capelas fora da rota turística. Isso sem contar o interior do país – experimente conhecê-lo de bicicleta ou a cavalo, aproveitando ao máximo o terreno irregular e trilhas pouco desbravadas. Para os mais aventureiros, os paredões rochosos oferecem desafios inestimáveis e vistas para o mar inesquecíveis àqueles que se dedicam a escaladas na natureza.

Geografia da Educação

Estudar no exterior pode ser difícil para aqueles que se sentem desconfortáveis em viver em um ambiente desconhecido por um longo período de tempo. Malta é um destino excepcional para esses estudantes. Além de ser um país falante do inglês (uma das línguas oficiais da nação ao lado do maltês), estudantes e expatriados de todo o mundo vivem na ilha, um paraíso da diversidade e do acolhimento. Aqueles que já se comunicam em inglês conseguem conversar facilmente com os locais para se sentirem em casa.

Os laços do país com o inglês, aliado aos altos padrões de educação, fazem de Malta um dos principais destinos da Europa para o aprendizado da língua. De grandes franquias a centros de ensino mais intimistas, há escolas para todos os tipos de estudo. A maioria oferece opções de cursos particulares intensivos, que podem ser adaptados às suas necessidades. Mas as aulas coletivas, por sua vez, são geralmente pequenas, com uma média de 10 estudantes em sala, dando mais liberdade aos professores para se dedicarem aos alunos. Durante as aulas, a única língua permitida é o inglês, e tudo é estruturado para que o estudante desenvolva as habilidades de escrita, leitura, fala e entendimento do inglês. Ao final do curso, todos os estudantes recebem um certificado.

Onde ficar?

Embora muitos estudantes optem por se hospedar em casas de família (uma forma de imersão linguística em um ambiente acolhedor e amigável), Malta conta com diversos locais para você passar sua estadia de estudos. De hotéis a residências estudantis, passando por apartamentos e hostels, são muitas as opções ao longo das ilhas. Mas se você quer mesmo aproveitar ao máximo a sua experiência local e praticar o seu inglês todas as horas, não há nada melhor do que ficar junto de uma família fluente na língua inglesa!

Caso o processo de busca de acomodação não seja feito por meio da escola, o estudante necessita demonstrar que está hospedado em um espaço licenciado pela Autoridade Turística de Malta. Por isso, é recomendável que o processo seja conduzido pelo centro de estudo para garantir que todos os requisitos sejam cumpridos.

ELT+FELTOM (SIGLAS PARA FICAR DE OLHO!)

O Conselho de Ensino da Língua Inglesa (ELT, na sigla original) é um órgão regulador amparado pelo Estado. Entre as principais atribuições do ELT, estão o licenciamento de escolas de inglês em Malta (apenas escolas licenciadas têm autorização para funcionar), a regulamentação dos aspectos acadêmicos e não acadêmicos da estadia de estudantes internacionais, a manutenção de altos padrões de qualidade e a promoção contínua do desenvolvimento de professores. Tudo é pensado visando o bem-estar e os serviços oferecidos aos alunos. O ELT não lida apenas com os aspectos do “inglês” em Malta, mas existe para garantir que os estudantes irão desfrutar o máximo de sua permanência no país.

A Federação das Organizações de Ensino da Língua Inglesa em Malta (FELTOM, na sigla original) foi fundada por 10 centros de ensino de inglês em 1989. A organização não governamental promove o profissionalismo dentro da indústria do ensino da língua inglesa no país ao definir padrões de qualidade para todos os aspectos do intercâmbio. Em 2017, 87.190 estudantes vindos de 27 países diferentes entraram em Malta para estudar inglês!

Ao todo, a FELTOM engloba 21 escolas (85% do total) de inglês em Malta. Segundo estimativas, elas são responsáveis pela ocupação de 10,4% das hospedagens do país, uma contribuição significativa à economia do país. Crianças e adolescentes complementam esses números, e os pais podem ter a certeza de que todos serão muito bem cuidados. É obrigatório que os jovens estudantes sejam acompanhados em todas as suas atividades. O país conta com a reputação de ser extremamente seguro, mas, se você preferir estar ao lado de seus filhos, Malta é o país perfeito para combinar estudos com as férias em família!

Todas as escolas da FELTOM são rigorosamente avaliadas em uma série de critérios para garantir que os alunos aprendam a língua inglesa da melhor forma e no melhor ambiente possível. A federação faz o trabalho duro para você. Tudo o que você precisa é escolher qual escola deseja estudar. No geral, grande parte oferece uma estrutura com Wi-Fi gratuito e computadores com Internet, além de lanchonete, áreas de descanso, televisões, bibliotecas com material audiovisual e muito mais. A maioria das salas de aula conta com ar condicionado, e muitas contam com equipamento de ponta para auxiliar no ensino. Se não bastasse, muitos centros de ensino oferecem passeios e atividades fora da sala de aula supervisionados por professores, além de atividades constantes para o dia a dia – desde tours culturais até mergulhos e esportes náuticos, passando por churrascos e festas.

As escolas FELTOM são estruturadas a partir de vários níveis de inglês, com cursos tanto para os iniciantes quanto para os que precisam aperfeiçoar o idioma. A qualificação dos professores, aliado ao fato de todos serem fluentes na língua, garante que o patamar das aulas seja elevado. Além de serem profissionais, todos em sala de aula são dedicados, amigáveis e prontos para fazer o possível para você aprender tudo como merece.

WORK & STUDY

Desde 2018, Malta atualizou sua política de vistos de estudante para simplificar e agilizar o processo para cidadãos de fora da União Europeia. O direito de trabalho temporário no país também ganhou novas regras, e agora estudantes acima de 16 anos têm o direito de trabalhar até 20 horas por semana durante o período de estudos.

A medida tem como objetivo atrair mais pessoas para os programas de estudo no país, e é válida apenas para estudantes inscritos em cursos de inglês com mais de 3 meses de duração e 15 horas semanais. É necessário apresentar uma prova de comparecimento a 75% das aulas do curso, que não pode ser alterado nem interrompido durante a vigência do visto. A permissão para trabalhar é válida apenas após os primeiros 3 meses de estudos.

COMO CONSEGUIR UMA LICENÇA DE TRABALHO EM MALTA

  • Ao desembarcar na ilha, o estudante requisita a extensão de permanência no país, caso deseje ampliar o tempo de curso para além de 3 meses;
  • Assim que a extensão é aprovada, o estudante pode requerer a licença de trabalho;
  • Encontre um trabalho em Malta (o site jobsplus.gov.mt é uma ótima fonte de ajuda!);
  • Envie o requerimento de trabalho, que deve ser preenchido pelo empregador com os detalhes da vaga, à agência Jobsplus;
  • A licença de trabalho tem duração máxima de 1 ano; acima desse período, o estudante é obrigado a requerer o visto de residência no país.

Estudantes brasileiros que desejam estudar em Malta por um período inferior a 3 meses não necessitam de visto.

DESEMBARCOU E, DEPOIS DE UM TEMPO, CONCLUIU QUE GOSTARIA DE ESTENDER A PERMANÊNCIA PARA ESTUDAR?

É possível requisitar um visto dentro do próprio país!

Para além do inglês

Os estudos em Malta vão além do aprendizado da língua inglesa.

Cada vez mais estudantes de diversas partes do mundo chegam à ilha para cursos de longa duração ou para fazer o ensino superior em uma das universidades e faculdades de Malta.

Da pré-escola ao pós-doutorado, as instituições do país ministram suas classes, com exceções pontuais, inteiramente em inglês. Os centros de ensino podem ser tanto privados quanto públicos, gratuito para todos os cidadãos da União Europeia.

O ensino público no nível superior é composto por 3 instituições: a Universidade de Malta, a Faculdade de Artes, Ciência e Tecnologia de Malta (MCAST, na sigla original) e o Instituto de Estudos de Turismo (ITS). O quadro é completado por outros centros privados. Todos seguem os padrões estabelecidos pelo Quadro Europeu de Qualificações – em outras palavras, as instituições de ensino são todas reconhecidas internacionalmente.

A Universidade de Malta conta com cerca de 11 mil estudantes, dos quais 1.000 são estrangeiros. Os alunos se concentram principalmente no campus da área portuária de Msida, com classes ministradas também em Valletta e em Gozo. Por sua vez, a MCAST está localizada em Paola, e reúne cerca de 7 mil alunos matriculados em cursos integrais e outros 3 mil estudando em cursos do tipo part time, enquanto o ITS tem o seu centro em Luqa.

Artigos relacionados

InFlorence Academy: Muito mais que o ensino do Italiano

InFlorence Academy, localizada na bela cidade de Florença tem mais de 60 anos de experiência em...

Continue lendo

As quatro principais razões para estudar na BCN Languages

BCN Languages é uma escola com mais de 20 anos de experiência oferecendo cursos de espanhol para...

Continue lendo

High School: faça o ensino médio no exterior

Novas culturas, novos idiomas, vidas renovadas: como é o ensino médio fora do Brasil O...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X