Blog

Fique por dentro

Holanda: uma experiência nos Países Baixos

Holanda: uma experiência nos Países Baixos

O holandês está longe de ser um dos idiomas mais populares do mundo, já que a chamada língua neerlandesa, que também engloba o flamenco falado na Bélgica, não é amplamente difundida ao redor do globo. Aprendê-la na Holanda pode garantir alguns pontos no mundo corporativo – Heineken, Shell e Philips são algumas das multinacionais fundadas e que mantêm as suas sedes por lá – mas ir ao país para estudar inglês é o que de fato faz com que milhares de estudantes de todo o mundo tenham uma experiência nos Países Baixos.

Entre 2017 e 2018, mais de 122 mil estudantes internacionais passaram pelos centros holandeses de ensino superior. Em termos práticos, isso quer dizer que um a cada 8 alunos das universidades do país veio do exterior. Nada é por acaso: são mais de 2,1 mil programas para estrangeiros, a maior oferta de cursos em inglês oferecida em toda a Europa continental.

O ensino superior na Holanda é dividido em centros de educação focados em pesquisa, onde o mestrado e o doutorado são os caminhos naturais, e em institutos voltados à educação profissional, nos quais a teoria é aplicada na prática por meio de estágios obrigatórios e o aluno está pronto para atuar no mercado de trabalho. Os cursos nas áreas de Economia e Negócios estão entre os mais populares entre os estudantes estrangeiros.

Doze das 200 melhores universidades do mundo, segundo o Times Higher Education World University Rankings 2019, estão localizadas na Holanda. Outras listas endossam a vontade de qualquer estrangeiro de curtir uma temporada de estudos no país, top 10 em rankings como o de melhores países do planeta para se viver e o de países mais felizes. Amsterdã, a maior cidade, figura na liderança entre as melhores da atualidade para Millennials viverem.

Fora de sala de aula, dá pra viver tranquilamente tendo apenas o inglês na ponta da língua, já que vários levantamentos apontam que mais de 90% da população é capaz de se comunicar no idioma. A única questão é que talvez você tenha que falar com os locais sempre olhando para o alto. De acordo com um estudo publicado pelo jornal britânico The Telegraph, a população holandesa tem a maior média de altura do mundo! No geral, os homens apresentam 1,83 m, e as mulheres, 1,69 m. Uma terra de gigantes!

Para ler antes de embarcar
Van Gogh: A Vida, de Steven Naifeh e Gregory White Smith
A vida e trajetória do pintor, um dos maiores da história da arte e patrimônio holandês ao lado de Piet Mondrian e Rembrandt, é contada nessa extensa e premiada biografia.

Para ver de perto
Moinhos de Kinderdijk, em Alblasserdam
A área que reúne 19 estruturas construídas em meados do século XVIII é um dos destinos mais populares do país e figura na lista de Patrimônio Mundial da Humanidade da UNESCO.

Infográfico
Os países com a média de homens mais altos do mundo:

1,838 m – Holanda
1,832 m – Montenegro
1,826 m – Dinamarca
1,731 m – Brasil

 

 

 

 

Artigos relacionados

Argentina: não poupa esforços quando o assunto é educação

País onde está o pico mais alto das Américas (Aconcágua, com quase 7 mil metros), nação que...

Continue lendo

5 dicas para planejar o seu intercâmbio em 2020

365 mil brasileiros embarcaram em 2018 para fazerem intercâmbio contra 302 mil em 2017, um aumento...

Continue lendo

Relatos de quem já fez intercâmbio

Um intercâmbio serve a vários propósitos. Descubra qual é o seu a partir dos relatos de quem...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X