Blog

Fique por dentro

França: destino turístico mais popular do mundo  

França: destino turístico mais popular do mundo  

Gastronomia internacionalmente reconhecida, monumentos dignos de cartão-postal, grifes de moda referência de estilo, museus com o que de mais impressionante já foi produzido pela humanidade… são muitos os predicados e cidades que fazem da França ser o destino turístico mais popular do mundo. Por que não incluir o país em sua rota de intercâmbio?

Motivos para isso não faltam. O mais óbvio, claro, é estudar o francês no berço do idioma. A língua está entre as 10 mais faladas no mundo, e, como prova de sua representatividade, integra o quadro de línguas oficiais de instituições como a ONU, a FIFA e o Comitê Olímpico Internacional. Essa força do idioma tem raízes históricas, já que a comunicação entre a nobreza europeia, assim como contatos diplomáticos, eram todos feitos em francês – para todos os efeitos práticos, a primeira língua internacional da história, antes mesmo do inglês.

Ter o francês na ponta da língua garante a leitura de clássicos eternos da literatura nas versões originais (com 16 laureados, a França é o país com o maior número de escritores agraciados com o Nobel de Literatura) e conversações em lugares que vão de Genebra (Suíça) à Montreal (Canadá) e Bruxelas (Bélgica), além de mais de uma dezena de países na África. E o mais importante: garante a admissão na maior parte dos programas universitários do país, que, embora ofereçam cursos em inglês, são muito mais vastos na língua-pátria.

O governo francês anunciou mudanças para 2019 no que diz respeito aos valores dos programas universitários – antes, estudantes internacionais pagavam o mesmo valor cobrado dos locais. Agora, a partir deste ano, o sistema das universidades passa a funcionar da mesma maneira como outros países europeus, com taxas diferentes para estrangeiros. Ainda assim, o custo das anuidades, tanto para o bacharelado quanto para mestrados e doutorados, continua mais em conta do que aquela cobrada em outras nações da Europa.

Além de contar com 13 universidades públicas, incluindo a Université PSL, a mais bem colocada da França em rankings internacionais, Paris também é terra de atrações imperdíveis, como a Torre Eiffel, o museu do Louvre e ponto de partida para o pomposo Palácio de Versalhes. Mas aproveite o intercâmbio para conhecer (e estudar por) todo o país – degustar um vinho na região de Bordeaux, assistir a um filme em Cannes e brindar a sua experiência francesa em Champagne são programas imperdíveis!

Para ler antes de embarcar
Uma Rua de Roma, de Patrick Modiano
Último representante francês a ser celebrado com o Nobel de Literatura, em 2014, o autor lançou o romance em 1978, com o qual conquistou diversos prêmios importantes.

Para ver de perto
Musée Rodin, em Paris
A vida e obra de Auguste Rodin é celebrada no espaço estabelecido na capital francesa em 1919 com mais de 6.600 esculturas, incluindo a icônica “O Pensador”.

Infográfico

Os países que mais recebem turistas no ano:
86,9 milhões – França
81,8 milhões – Espanha
75,9 milhões – Estados Unidos
6,6 milhões – Brasil

Artigos relacionados

Relatos de quem já fez intercâmbio

Um intercâmbio serve a vários propósitos. Descubra qual é o seu a partir dos relatos de quem...

Continue lendo

Chile: destino mais prático para quem deseja ampliar o conhecimento na língua espanhola 

“Oh, Chile, grande pétala de mar, vinho e neve”. As palavras do poeta Pablo Neruda sobre sua...

Continue lendo

Intercâmbios no Paraná cresce graças ao interior do estado

Municípios fora dos grandes centros apresentam PIB mais favoráveis, melhor distribuição de...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X