Blog

Fique por dentro

Cinco brasileiros falam sobre experiências no intercâmbio; veja destinos em alta

Cinco brasileiros falam sobre experiências no intercâmbio; veja destinos em alta

EDUARDO MOURA
SÃO PAULO

Popularizado no século 20, sobretudo no pós-guerra na Europa, o intercâmbio estudantil caiu no gosto nacional. Segundo pesquisa feita pela Associação das Agências de Intercâmbio (Belta), 302 mil brasileiros buscaram vivências educacionais no exterior em 2017, movimentando US$ 2,7 bilhões (cerca de R$ 9 bi) -em 2016, foram 247 mil pessoas e gastos de US$ 2,2 bi (R$ 7,5 bi).

Hoje em dia, o que se entende por “intercâmbio” vai além daquele modelo tradicional no qual dois estudantes de ensino médio de países diferentes “trocam de lugar” um com o outro por um ano letivo. Se realizados no exterior, vivências como cursos de idiomas e profissionalizantes, voluntariado, estágios e até trabalho temporário podem vir sob a alcunha de “intercâmbio”, quando ofertadas por agências.

A modalidade mais procurada pelos brasileiros no ano passado foi curso de idiomas (46,4%), seguido de graduação (11,85%), ensino médio (9,15%) e curso de idioma com trabalho temporário (6,4%).

Coordenada por três professores da ESPM, a pesquisa também identificou o perfil do intercambista: jovem, solteiro e novato no mercado de trabalho. A idade média é de 24,6 anos, e as mulheres são maioria (62%).

Canadá (23%), Estados Unidos (21,6%), Reino Unido (10,2%), Nova Zelândia (6,9%), Irlanda (6,5%) e Austrália (3,6%) mantiveram suas posições de destaque e foram os principais destinos buscados pelos viajantes em 2017. Mas, hoje em dia, também há opções de estudo em locais como Malta, Dubai e Coreia do Sul, que ganham cada vez mais espaço.

Veja experiências de cinco pessoas com o intercâmbio, além de um roteiro com cursos no exterior.

*

Gabi Lopes, 23
Viajou para Inglaterra, África do Sul e Austrália

A atriz e “digital influencer” engatou três programas de intercâmbio nos últimos anos. Estudou inglês na Inglaterra (onde ficou um mês), na África do Sul (um mês) e na Austrália (15 dias). Devido à agenda profissional, ela prefere cursos de curta duração. “Você pensa que não, mas um mês é muito tempo.” O aprendizado, para ela, depende da pessoa: ajuda ter foco e ser “cara de pau”, não ter vergonha de falar. “Acho importante qualquer jovem passar por essa experiência. Você aprende valores como independência e autossuficiência”, diz. Agora, ela se prepara para mais um intercâmbio, desta vez, no Canadá.

*

Héber Valim, 31
Estudou na Irlanda

Em 2010, embarcou para a Irlanda para estudar inglês e trabalhar. Ao longo de um ano e quatro meses, conseguiu diversos empregos: foi de auxiliar de cozinha a figurante da série de televisão “Neverland”. A experiência impactou sua vida profissional não só pelo aprendizado da língua, mas principalmente pelo convívio constante com pessoas de diferentes nacionalidades. Enquanto esteve por lá, conviveu com coreanos, europeus e brasileiros de diferentes partes do país. A principal lição que levou da experiência, segundo ele, foi saber lidar com as diferenças.

*

Joyce Carneiro, 29
Viajou para o México

Aos 17 anos, a gerente de projetos poderia ter escolhido ir para Europa, Ásia ou Estados Unidos, mas decidiu fazer intercâmbio no México. O motivo principal da escolha? A novela “Rebelde”. No país hispânico, aprendeu muito mais do que coreografias do grupo RBD e passos de reggaeton. “Abriu muito minha cabeça. O México tem uma cultura muito rica”, diz. Com o Día de los Muertos, tradicional evento celebrado por lá em novembro, passou a enxergar a morte de uma forma diferente. Além disso, ter vivido no país durante um ano foi essencial para que conseguisse o emprego atual, em uma empresa de inteligência de mercado que atendia um cliente mexicano na época em que foi contratada.

*

Gustavo Braga, 39
Um ano nos EUA

Ator e escritor de livros infantis, foi para Ohio, nos Estados Unidos, em 1996, para cursar o último ano do ensino médio. Não se deparou com nenhum grande choque cultural, mas se espantou com a naturalidade com que se tornou fluente no idioma. Na escola em que estudou, uma típica high school americana, além de disciplinas como matemática e história, era possível se matricular em aulas como marcenaria e teatro -essa última acabou se tornando uma paixão. No fim do ano letivo, a turma apresentou uma peça do personagem folclórico americano Chicken Licken, cuja história marcou o futuro artista. Anos depois, inspirado na peça, Gustavo escreveu dois livros infantis em inglês: “The Sky Is Falling” (“O Céu Está Caindo”; 2013) e “The Sky Is Falling 2: The Revenge of Foxy Roxy” (“A Vingança de Foxy Roxy”, 2018). Atualmente, também trabalha em uma escola bilíngue e dá aulas de teatro em inglês para crianças.

*

Wellington Silva, 28
Estudou em Malta

Custo-benefício e clima, além da possibilidade de viajar pela Europa, foram os motivos que levaram o analista financeiro a estudar em Malta. Optou pelo curso de curta duração, de cinco semanas, para poder conciliar com suas férias do trabalho. Aprender inglês era algo essencial para ele: na multinacional em que trabalha, reuniões, comunicados internos e publicações costumam ser quase totalmente na língua estrangeira. Ele conta que, antes, já havia tido aulas, mas sentia que não estava avançando. “Com o intercâmbio, dei um salto no aprendizado”, diz.

*

Confira destinos e modalidades de intercâmbio, dos mais clássicos aos ‘fora da caixa’

EM ALTA

MALTA
Tem o inglês como língua oficial, além do maltês.
Modalidade: Inglês na LAL Sliema. Inclui acomodação em hotel.
Duração: 4 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de € 1.281 (R$ 5.357).

Modalidade: Curso de inglês na EC; acomodação em casa de família
Duração: 2 semanas
Quem leva: CI
Valor: a partir de € 766 (R$ 3.203)

Modalidade: Inglês em escola com praia particular. Inclui acomodação
Duração: 6 meses
Quem leva: EF
Valor: a partir de US$ 11 mil (R$ 37.442)

IRLANDA

Dublin
Modalidade: Curso de inglês e trabalho
Duração: 25 semanas
Quem leva: IE
Valor: a partir de R$ 17.303,10

Modalidade: Curso de inglês no Dorset College
Duração: 25 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de € 3.310 (R$ 13.843)

ESPANHA
Espanhol é o segundo idioma mais procurado.

Málaga
Modalidade: Espanhol, com acomodação
Duração: 2 semanas
Quem leva: Yázigi Travel
Valor: A partir de US$ 1.236,24 (R$ 4.208)

Modalidade: Espanhol na Enforex. Incluiacomodação
Duração: 4 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de € 1.172 (R$ 4.901)

NOVA ZELÂNDIA

Auckland
Modalidade: High School na Birkenhead College
Duração: 1 semestre acadêmico
Quem leva: BEX
Valor: a partir de NZ$ 14.950 (R$ 37.252)

Modalidade: Trabalho e estudo
Duração: 14 semanas
Quem leva: CI
Valor: a partir de NZ$ 5.010 (R$ 12.483)

ÁFRICA DO SUL

Cidade do Cabo

Modalidade: Voluntariado em hospital infantil, com curso de inglês. Inclui acomodação em residência estudantil
Duração: 4 semanas
Quem leva: CI
Valor: A partir de US$ 1.955 (R$ 6.654)

Modalidade: Curso de inglês, com acomodação
Duração: 4 semanas
Quem leva: IE
Valor: A partir de R$ 5.096,60

Modalidade: Curso de inglês na International House, com acomodação
Duração: 4 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de US$ 1.499 (R$ 5.102)

MÉXICO

Playa del Carmen
Modalidade: Espanhol na Don Quijote, com acomodação
Duração: 4 semanas
Quem leva: Experimento
Valor: a partir de R$ 6.885

Cidade do México

Modalidade: Curso de espanhol e aula de dança latina
Duração: 4 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de US$ 2.164 (R$ 7.366)

COSTA RICA
Bom custo-benefício para quem procura colocar o espanhol em prática.

San José
Modalidade: Espanhol; acomodação com família
Duração: 2 semanas
Quem leva: Yázigi Travel
Valor: A partir de US$ 990 (R$ 3.369)

Modalidade: Curso de espanhol na Coined em San José, com acomodação em casa de família
Duração: 2 semanas
Quem leva: CI
Valor: a partir de US$ 1.145 (R$ 3.897)

Modalidade: High School, sem escolher a cidade
Duração: 1 ano ou 1 semestre acadêmico
Quem leva: AFS
Valor: anual por US$ 8.000 (R$ 27.231); semestral por US$ 7.000 (R$ 23.827)

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Dubai
Modalidade: Inglês na ES, com acomodação e safari no deserto
Duração: 4 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de US$ 1.980 (R$ 6.739)

Modalidade: Trabalho e estudo
Duração: 12 semanas
Quem leva: CI
Valor: a partir de US$ 3.442 (R$ 11.716)

*

OS CLÁSSICOS

CANADÁ
País mais procurado hoje para intercâmbio.

Vancouver
Modalidade: Curso de inglês na ELS Vancouver, com acomodação
Duração: 4 semanas
Quem leva: Experimento
Valor: a partir de R$ 6.004

Toronto
Modalidade: Opção de curso de inglês, com acomodação em casa de família
Duração: 2 semanas
Quem leva: Yázigi Travel
Valor: A partir de US$ 1.119,33 (R$ 3.810)

Modalidade: Inglês no Quest Language Studies, com acomodação em casa de família
Duração: 4 semanas
Quem leva: World Study
Valor: a partir de CA$ 2.090 (R$ 5.588)

Modalidade: Curso de inglês. Inclui acomodação em casa de família
Duração: 6 meses
Quem leva: EF
Valor: A partir de US$ 12 mil (R$ 40.846)

ESTADOS UNIDOS
Continua atraindo intercambistas; mas perdeu a dianteira da preferência por questões econômicas e de visto.

San Diego
Modalidade: Escola na Balboa High School, para adolescentes
Duração: 1 semestre acadêmico
Quem leva: BEX
Valor: a partir de US$ 27.050 (R$ 92.075)

Modalidade: Curso de extensão em marketing digital na Universidade da Califórnia
Duração: 3 meses
Quem leva: Experimento
Valor: A partir de US$ 7.000 (R$ 23.827)

Nova York
Modalidade: Curso de inglês na cidade, com acomodação em casa de família
Duração: 2 semanas
Quem leva: Yázigi Travel
Valor: A partir de US$ 1.717 (R$ 5.844)

Modalidade: Curso de inglês na ELS. Inclui acomodação em residência estudantil.
Duração: 2 semanas
Quem leva: CI
Valor: a partir de US$ 1.838 (R$ 6.256)

REINO UNIDO

Londres
Modalidade: Boarding School, com acomodação na própria escola
Duração: 1 semestre
Quem leva: Experimento
Valor: a partir de £ 13 mil (R$ 62.585)

AUSTRÁLIA
Valores e o clima mais parecido com o Brasil atraem os estudantes.

Sidney
Modalidade: Trabalho e estudo
Duração: 14 semanas
Quem leva: CI
Valor: a partir de AU$ 4.242 (R$ 11.138)

Modalidade: Curso de inglês, com acomodação em casa de família cadastrada
Duração: 2 semanas
Quem leva: Yázigi Travel
Valor: A partir de US$ 1.496,28 (R$ 5.093)

*

Leticia Moreira – 7.nov.2013 – Folhapress

*

Leticia Moreira – 7.nov.2013 – Folhapress

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Artigos relacionados

UCW em expansão para Vancouver House

Estamos aqui para contar uma história, University Canada West está se expandindo para um dos...

Continue lendo

Primeiro mês do Patrimônio Latino-Americano é comemorado em outubro

No mês passado, no Canadá, foi comemorado o primeiro mês do Patrimônio Latino-Americano, e a...

Continue lendo

14 bolsas de estudos serão doadas para docentes da rede pública

O projeto - Bolsas de Estudos para Docentes da Rede Pública - foi idealizado pela Quality English....

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X