Blog

Fique por dentro

Inglês nas Arábias: Os Emirados Árabes Unidos ganham força como destino de intercâmbio

Inglês nas Arábias: Os Emirados Árabes Unidos ganham força como destino de intercâmbio

Já pensou em estudar inglês no Oriente Médio? A pergunta não parece fazer muito sentido, é verdade, mas tem cada vez mais gente investindo nessa ideia.  Os Emirados Árabes Unidos (EAU) são um destino que, ano após ano, ganha popularidade entre estudantes de todo o mundo – inclusive brasileiros – que querem aprender a língua de Shakespeare.

A professora Joelma Aparecida Bezerra passou uma temporada curta em 2019 em Dubai, um dos sete emirados que compõe o país (leia o box ao lado), com o intuito de aprimorar o inglês por lá. Em meio às férias de trabalho, tirou duas semanas em janeiro de 2019 para fazer o intercâmbio e escolheu o emirado por um motivo que países da Europa e América não teriam como competir naquele período: “Não faz frio no inverno”, ela conta aos risos.

“Queria sair da minha zona de conforto e conhecer uma cultura bem diferente da que estou acostumada”, ela justifica o destino. A segurança e o fato de estar dentro do mundo árabe também foram motivos apontados para passar um tempo no emirado. Mas e o inglês?

“Apesar de o árabe ser a língua oficial, o inglês é o idioma mais falado na cidade”, explica Roberta Gutschow, diretora da agência Selo Belta Roda Mundo Intercâmbio. Alguns fatores explicam esse fato que, para muitos, pode ser inusitado: quase 90% da população do EAU é composta por imigrantes e expatriados, e até 1971, os emirados que integram o país estavam sob o domínio da coroa britânica. “Nas escolas de inglês, os professores são nativos e vêm de diferentes países da língua inglesa, como o Canadá e o Reino Unido”, diz Roberta.

Em sala de aula, Joelma presenciou um ambiente multicultural, com gente de todas as partes do mundo – os passaportes de Colômbia, Turquia, Japão, Tailândia e Arábia Saudita eram alguns dos presentes. Fora da escola, “como o inglês não é o idioma oficial, temos contato com os diferentes ‘sotaques’ do inglês”, explica a professora de 36 anos, que também aproveitou sua breve estadia em Dubai para fazer turismo.

Muitos de seus colegas de classe, porém, usufruíram de outro benefício local: aqueles que passam mais de três meses nos EAU têm direito a combinar estudos com trabalho. Além de ganhar um dinheirinho e experiência profissional, trabalhar em Dubai ou em algum dos outros emirados é garantia de praticar o inglês fora da sala de aula.

Cultura diferente, experiências diferentes

Os países árabes são majoritariamente islâmicos, e a religião influencia diretamente na cultura e nas tradições de seus povos. Não é muito comum no Brasil ouvirmos os chamados às orações ecoando a partir das minaretes, as torres das mesquitas. Joelma vivenciou outra particularidade regional: “A semana por lá começa no domingo, então sexta e sábado não são dias úteis, o que foi uma novidade para mim”, ela relembra.

Contudo, pelo fato de ser uma nação em que a maioria esmagadora dos habitantes é de outros países, os EAU apresentam uma tolerância muito grande às diferenças. Dubai, com seu forte apelo turístico, é um caldeirão de culturas, aberta às tendências do Ocidente. “Há uma convivência harmoniosa entre os hábitos islâmicos e ocidentais, com cada um respeitando o espaço e as crenças do outro”, aponta Roberta, que faz uma ressalva importante sobre uma restrição que pode causar estranhamento aos brasileiros: “Bebidas alcoólicas estão disponíveis em bares e restaurantes, mas é proibido beber em locais públicos, e a embriaguez e a desordem pública podem resultar em problemas judiciais”.

Nada disso interferiu na experiência de Joelma durante sua estadia em Dubai, conhecida também pelo luxo e ostentação – que o diga o Burj Al Arab, o hotel 7 estrelas do emirado, e também o Dubai Mall, o maior shopping do planeta, cujo tamanho equivale a 50 campos de futebol. “Mesmo assim, tive experiências maravilhosas que couberam no bolso de uma estudante em modo ‘econômico’”, brinca Joelma. Hora de considerar os EAU no seu roteiro!

OS EAU NO MAPA DA EDUCAÇÃO
A evolução dos emirados entre os destinos de intercâmbio mais buscados por brasileiros

2016: —

2017: 18°

2018: 14°

JOGO RÁPIDO: EMIRADOS ÁRABES UNIDOS
– Federação de 7 emirados: Abu Dhabi (capital), Ajman, Dubai, Fujairah, Ras Al Khaimah, Sharjah e Umm Al Quwain

– População: 9,7 milhões (88% de imigrantes)

– Voos diretos de São Paulo e Rio de Janeiro a Dubai

– Para ver de perto
Em Dubai: Burj Khalifa (edifício mais alto do mundo, com 828 metros)
Em Abu Dhabi: Ilha Saadiyat, complexo com 8 museus incluindo o Louvre e o Guggenheim

Artigos relacionados

Merrick Preparatory School apresenta vantagens do aprendizado online síncrono

Durante a pandemia, as instituições de ensino foram forçadas a repensar suas formas de ensino...

Continue lendo

CES Schools tem datas de reabertura confirmadas

A Centre of English Studies (CES) é uma escola de inglês com mais de 30 anos de experiência que...

Continue lendo

África do Sul: Um destino com natureza exuberante e muitas opções de intercâmbio

Nada melhor do que ir para um lugar onde há garantias de que você irá usufruir o que ele tem de...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X