Gana

Gana

Gana entrou no radar ocidental quando seu Produto Interno Bruto, ou PIB, cresceu 7,5% em 2012, só para comparar, no mesmo ano o Brasil teve um crescimento no PIB de 1%. Diante desse crescimento, Gana tem atraído olhares dos economistas e estudantes mundiais.
Hoje, o país, que tem o inglês como idioma oficial, é considerado uma das maiores economias do continente africano. A riqueza vem de recursos naturais (madeira, petróleo, prata e ouro) e da agricultura (banana, cacau, café, batata e mandioca). Gana é o terceiro maior exportador de cacau e o segundo maior produtor do mundo — só perde para a Costa do Marfim (juntas, Gana e Costa do Marfim representam 53% da produção mundial de cacau).
O centro econômico e administrativo fica na capital Acra, cidade de dois milhões de habitantes e uma das mais modernas da África. Acra está localizada na costa do Oceano Atlântico, região repleta de planícies que são cobertas de vegetação e florestas tropicais.
Em Acra é possível ver uma das construções mais famosas de Gana, o Arco da Independência, monumento que simboliza a luta pela independência do domínio britânico, conquistado em 1957. Uma curiosidade, antes do século XIX, Gana já havia sido colonizada por portugueses, suecos, dinamarqueses, holandeses e alemães.
Outras atrações de Acra são as feiras que unem artesanato e gastronomia, ideais para quem quer sair às compras e conhecer a cultura local. Nelas é possível encontrar o “kente” (tecido colorido muito utilizado para confeccionar trajes para ocasiões festivas e oficiais), joias, artigos em couro, dondos (tambores que servem como instrumentos musicais), máscaras tradicionais, esculturas talhadas em madeira, vestimentas e também degustar a comida típica ganesa: o ensopado de caranguejo e o fufu (feito com banana amassada, azeite de dendê e molho de amendoim).
Na mesma região da capital de Acra, conhecida como Grande Acra, fica localizada a Universidade de Gana, uma das 21 instituições públicas de ensino superior, considerada a maior do país e a mais antiga, fundada em 1948. Nessa região, há também as opções de trabalho voluntário, intercâmbio em que a experiência no país é mais profunda por atuar em atividades ligadas a saúde, meio ambiente, cultura e assistência social.
Já no ranking mundial, Gana se destaca por ter o maior reservatório artificial de água do planeta, o Lago de Volta, situado ao norte de Acra e ao leste do país. O Lago foi inaugurado em 1965 e possui 8.500 km² de extensão (o segundo maior é o Albufeira de Smallwood, com 6527 km², no Canadá). No Lago de Volta encontra-se a usina hidrelétrica de Akosombo, que fornece energia para algumas regiões de Gana, Togo e Benin, sendo os dois últimos países vizinhos de Gana.
E assim como os brasileiros, os ganeses são apaixonados por futebol. A seleção nacional já foi quatro vezes campeã continental, venceu duas vezes o Mundial Sub 17 da FIFA e em 1992 foi a primeira seleção africana a conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos (de bronze).


Novidades Relacionadas

Confira aqui as últimas notícias do universo Belta Online.

Digital Influencer Mi Alves

Com meio milhão de seguidores, Mi Alves desbrava o universo do intercâmbio nas redes e torna-se...

Confira!
X