Hungria

Hungria
  • Moeda:FLORIM HÚNGARO
  • Comércio:8H/9H-18H, VARIANDO UM POUCO DE CIDADE PARA CIDADE
  • Temperatura:-4 A 10ºC NO INVERNO E DE 15 A 26ºC NO VERÃO
  • Banco e Agências de câmbio:8H-14H/15H, SEXTAS ATÉ ÀS 13H
  • Embaixada em Brasília:(0XX61) 3443-0836 / 3443-0854
  • Consulado em São Paulo:(0XX11) 3736-8162

Que tal estudar na Hungria, um país que leva a vida acadêmica tão a sério a ponto de ter conquistado 12 prêmios Nobel? Isso sem falar na quantidade de riquezas culturais que a Hungria oferece.

As terras húngaras já foram colonizadas por povos celtas, romanos, hunos, otomanos, mongóis, turcos, austríacos e soviéticos, e vestígios e marcas deixadas por essas culturas podem ser vistas e apreciadas pelos estudantes a cada passo. Para citar alguns: banhos termais turcos, cafés vienenses, a arquitetura renascentista, ruínas do império romano, castelos da idade média e algumas exóticas festas típicas.

Existem por lá 135 nascentes termais naturais e a ausência de litoral não deixa a desejar. Vários lagos servem como estações para a prática de esportes náuticos e atividades de mergulho. O maior lago é chamado Balaton, com uma superfície de 592 km e 77 km de comprimento e apelidado de “Mar da Hungria” de tão grande. Os húngaros são, aliás, apaixonados por esportes.

A Hungria faz parte da lista dos dez países que mais conquistaram títulos em jogos Olímpicos (483 medalhas obtidas em jogos de Inverno e Verão), mais que o Canadá (448 medalhas), e próximo da Alemanha Oriental (519). O país número um da lista é os Estados Unidos (até 2014 já havia conquistado 2.681 medalhas) uma diferença gigantesca comparado com o Brasil (com 108 medalhas).

Em 2014 a Hungria foi o 22° melhor país na qualidade de educação num ranking global, feito pela consultoria britânica Economist Intelligence Unit (EIU). Na comparação com 40 países, a Hungria ficou à frente da França (23°), Suécia (24°), Itália (25°), da Espanha (29°), do Chile (32°), da Argentina (37°) e do Brasil (38°).

Além disso, as oportunidades de estudos são amplas e muitas universidades do país são conceituadas em áreas de ciências, engenharia, matemática, tecnologia e economia. As duas mais populares são: Universidade de Tecnologia e Economia, localizada em Budapeste, e a Universidade de Debrecen.

Há também os centros de educação que ensinam o húngaro, conhecido como o idioma exótico. A língua húngara, assim como o finlandês, pertence ao grupo fino-úgrica e possui 14 vogais e 27 consoantes. Diferente do português em que as frases seguem a ordem sujeito – verbo – objeto, no idioma húngaro as frases não seguem uma ordem definida, o verbo algumas vezes é a última palavra da frase.

Mas vale vencer o medo de aprender o idioma. Os húngaros são pessoas pacientes e atenciosas. Muitos, inclusive, falam outros idiomas, como o inglês, o que facilita a comunicação. Existem ainda cursos em instituições húngaras dados em inglês ou até mesmo cursos de idiomas de húngaro ou de inglês.

Das cidades mais procuras pelos estudantes está a capital Budapeste, considerada uma das mais belas da Europa. Budapeste é dividida ao meio pelo Rio Danúbio e tem uma mistura arquitetônica de ruas medievais e arte barroca do século XIX.

Budapeste é também o ponto de partida para se conhecer cidades ou até mesmo países próximos. Isso porque quase todas as rotas de trem do país partem, passam ou fazem conexões em Budapeste.

De Budapeste, por exemplo, dá para se alcançar as cidades Szentendre, conhecida por seus museus e galerias de arte, e Eger, ao norte do país, onde fica o Vale Szépasszony, que encanta os turistas por abrigar muitas tavernas e adegas antigas. Ou ainda, realizar viagens um pouco mais longas e conhecer a Eslováquia, Ucrânia, Roménia, Croácia e Áustria, alguns dos países que fazem fronteiras com a Hungria


Últimas Novidades

Confira aqui as últimas notícias do universo Belta Online.

14 docentes da rede pública, de 9 Estados brasileiros, são contemplados com Bolsas de estudos para o exterior

70% das bolsas foram entregues a mulheres -Concurso contemplou docentes de inglês da rede pública...

Confira!

CES Schools recebe grupo de Agências Selo Belta na Irlanda

Centre of English Studies (CES) Dublin ficou encantado em receber, juntamente com a Education in...

Confira!

Irlanda: a oportunidade de estudar e trabalhar

Um país que deu ao mundo escritores do porte de James Joyce e Oscar Wilde, grupos de sucesso...

Confira!

Por que o mundo se vira para os Estados Unidos quando o assunto é educação?

Nenhuma nação no globo tem tanto apelo com estudantes quantos os Estados Unidos. Os números não...

Confira!

Participe da EDUEXPO 2020 – Evento acontecerá em seis cidades brasileiras

Em março acontece mais uma edição da EDUEXPO, feira de intercâmbio que tem a Belta como um dos...

Confira!

Bolsas de cofinanciamento de doutorado em cotutela – Embaixada da França no Brasil

Com o objetivo de fortalecer a política de formação doutoral de maneira duradoura e oferecer...

Confira!

Agências Selo Belta participam de Fam Trip para Irlanda

A convite do governo Irlandês em conjunto com a Education in Ireland, 10 Agências Selo Belta...

Confira!

Argentina: não poupa esforços quando o assunto é educação

País onde está o pico mais alto das Américas (Aconcágua, com quase 7 mil metros), nação que...

Confira!

Holanda: uma experiência nos Países Baixos

O holandês está longe de ser um dos idiomas mais populares do mundo, já que a chamada língua...

Confira!

5 dicas para planejar o seu intercâmbio em 2020

365 mil brasileiros embarcaram em 2018 para fazerem intercâmbio contra 302 mil em 2017, um aumento...

Confira!
X