Blog

Fique por dentro

Intercâmbios no Paraná cresce graças ao interior do estado

Intercâmbios no Paraná cresce graças ao interior do estado

Municípios fora dos grandes centros apresentam PIB mais favoráveis, melhor distribuição de renda e concomitantemente melhor educação

 O número de estudantes brasileiros embarcando para intercâmbio cresceu 20,46%, segundo dados da pesquisa da Belta (Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio). A cifra saltou de 302 Mil estudantes para 365 Mil em 2018, mesmo em um ano de recuperação econômica e mudanças no cenário político. Nesse contexto, o Paraná aparece como o terceiro estado que mais comercializa produtos e serviços de intercâmbio no Brasil. O estado é responsável por 10% dos embarques e tem mais de 50 agências especializadas em educação internacional.

“Só em 2018, 17. 155 Mil estudantes saíram do estado do Paraná para estudarem no exterior. O mais relevante neste número é que o estado, diferente dos demais estados que têm uma concentração maior de pessoas residindo, e com isso um mercado de trabalho que exige desses intercambistas optarem por cursos rápidos de idiomas, o Paraná comercializa cursos de longa duração que exige um poder aquisitivo maior e orientações a longo prazo. Ou seja, uma especialização maior de quem vende o intercâmbio”, evidencia Alexandre Argenta, Coordenador da Belta no Paraná e Santa Catarina.

Vindo ao encontro da afirmação de Argenta, os municípios do interior do estado apresentam PIBs melhores e menor taxa de desemprego. Isso é reflexo do aquecimento dos setores de serviços, comércio e indústria de transformação das cidades do interior. Esse crescimento, de acordo com um estudo da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e investimentos (Apex- Brasil), vem ocorrendo devido a posição geográfica privilegiada, fácil conexão com o mercado consumidor do Mercosul e boa estrutura de aeroportos. Quanto a taxa de desemprego, o Paraná terminou o primeiro trimestre de 2019 com taxa de desemprego menor no interior do estado do que em Curitiba e Região Metropolitana, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A Taxa de desocupação no interior foi de 8,3% enquanto em Curitiba e Região Metropolitana foi de 10,1%. Ambas ficaram abaixo da média brasileira – 12,7%.

O reflexo desse bom cenário econômico do interior é refletido nas vendas de intercâmbio. Isso porque os jovens têm acesso a educação com melhor qualidade e conseguem planejar e optar por um modelo de intercâmbio que exija um período maior como a graduação e a pós graduação. Segundo a Belta (Associação de Agências de Intercâmbio do Brasil), a graduação ocupou o segundo lugar na escolha dos sulistas. Respondendo por 12,6% na emissão de intercâmbios. “ O interior do Paraná responde por grande parte desses embarques internacionais para a realização de graduações. Isso porque as equipes das agências têm acesso a treinamentos constantes e muitos já fizeram essa modalidade de intercâmbio tendo mais autoridade no momento de aconselhamento aos jovens. A mentalidade do consultor educacional auxilia na escolha desses intercambistas paranaenses. Que preferem um produto com melhor qualidade do que visando apenas o preço”, explica Alexandre Argenta, Coordenador da Belta no Paraná e Santa Catarina.

A boa noticia desse aumento de estudantes sulistas fazendo graduação no exterior é que muitos deles retornam ao país e conseguem aplicar o que aprenderam nesse período nas empresas e instituições da região Sul. “ Esse dado é tão correto que é perceptível a melhora na mão de obra dos profissionais do Paraná-  Temos uma taxa de desocupação menor do que a média do Brasil-  além disso, muitos dos sulistas não param de estudar na graduação. Os números mostram isso: Pós graduação Stricto Sensu  tem 1,8% de indivíduos embarcando para fazer o curso no exterior enquanto a  pós graduação Lato Sensu responde por 1,2%, segundo a Belta”, finaliza Maura Leão, presidente da Belta.

Região Sul  

C: Pós Lato  1,2%

B: Pós Stricto 1,8%

A: Graduação 12,6%

 

 

Para fazer a sua graduação e/ou pós graduação no exterior fique atento(a) se a agência escolhida tem o Selo Belta. A Belta é a única associação das agências de intercâmbio do Brasil que checa a “saúde financeira”e credibilidade das agências de intercâmbio. Acesse a lista das agências que são Belta para ter segurança no seu intercâmbio: http://www.belta.org.br/agencias-selo-belta/

Artigos relacionados

Relatos de quem já fez intercâmbio

Um intercâmbio serve a vários propósitos. Descubra qual é o seu a partir dos relatos de quem...

Continue lendo

França: destino turístico mais popular do mundo  

Gastronomia internacionalmente reconhecida, monumentos dignos de cartão-postal, grifes de moda...

Continue lendo

Chile: destino mais prático para quem deseja ampliar o conhecimento na língua espanhola 

“Oh, Chile, grande pétala de mar, vinho e neve”. As palavras do poeta Pablo Neruda sobre sua...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X