Blog

Fique por dentro

Ensino Superior

Ensino Superior

A Austrália tem por objetivo formar estudantes que estejam aptos a aprender habilidades essenciais para a vida, tais como liderança, resolução de problemas e articulação de ideias. O ambiente de ensino é motivador e a liberdade de expressão é estimulada em um meio em que o contato com culturas de todo o mundo é constante.

Os programas de ensino superior desenvolvem o pensamento inovador, criativo e independente, e buscam formar profissionais que estejam preparados para encontrar emprego e se destacarem no cenário mundial. O desempenho geral das universidades australianas é consistentemente melhor do que o daquelas de muitos países desenvolvidos com populações maiores que a da Austrália. Não por acaso, parte das universidades do país estão entre as melhores do mundo em diversos rankings reconhecidos globalmente.

Do bacharelado ao doutorado, as instituições de ensino superior oferecem uma variedade de cursos como ciências, administração, negócios, humanidades e engenharia. Muitos alunos estrangeiros que estudaram na Austrália tornaram-se ministros de governo, líderes empresariais, pesquisadores, cientistas, educadores, profissionais reconhecidos e que ganharam prêmios em diversas áreas.

Além disso, as instituições possuem fortes ligações com parceiros de todo o mundo, o que inclui colaborações ativas em pesquisas e intercâmbio de professores e estudantes. A troca de conhecimento dá às instituições australianas uma perspectiva global inigualável, que reforça a excelência e pluraridade do ensino nacional, permitindo o acesso de estudantes a oportunidades para enriquecer ainda mais seus conhecimentos por meio de estudo e pesquisa em outros países.

Sete entre as 100 melhores universidades do mundo estão na Austrália, segundo o QS World Universty Rankings

A Austrália é a terra de 15 ganhadores de prêmio Nobel, e todos os dias mais de 1 bilhão de pessoas em todo o mundo dependem das descobertas e inovações australianas.

Para começar o ensino superior na Austrália, é preciso ter o ensino médio completo e ter concluído pelo menos um ano de faculdade no Brasil, ou um ano de diploma na Austrália, ou cursar um ano do programa australiano chamado Foundation, que é um preparatório para gradução. Além disso, é preciso ter proficiência na língua inglesa (a maioria das universidades aceita o IELTS como certificado de proficiência, e a nota exigida varia de universidade para universidade).

Em média, os cursos de bacharelado na Austrália têm duração de três anos. Contudo, alunos com rendimentos excepcionais são convidados a passar mais um ano na universidade para desenvolver ainda mais seu lado acadêmico. Ao final, o aluno recebe o seu título com honras.

Para se matricular em um curso de Especialização, Pós, Mestrado ou Doutorado na Austrália, é necessário ter diploma da graduação no Brasil ou na Austrália e inglês fluente comprovado por meio de teste de proficiência no idioma (IELTS ou TOEFL). No caso de um MBA, a experiência profissional pode ser solicitada e, dependendo da universidade, o GMAT (Graduate Management Admission Test) pode ser um pré-requisito. Para o Doutorado, o candidato deve apresentar participação em pesquisa, projetos de iniciação científica ou publicações relacionadas ao tema de interesse, cartas de referência, entre outros.

Quadro de Qualificações Australianas

Bolsas de Estudos do Governo Australiano 
O programa de bolsas do governo australiano é chamado de Endeavour Scholarships & Fellowships e oferece, anualmente, bolsas integrais a candidatos do mundo todo e de qualquer idade, em qualquer área de conhecimento. A seleção é bastante competitiva e se baseia no mérito (acadêmico/profissional) para escolher seus finalistas. As inscrições são abertas em abril e seguem até 30 de junho (horário da Austrália). Para participar e ler maiores informações sobre o programa Endeavour Scholarships & Fellowships, visite http://internationaleducation.gov.au/Endeavour
Ao todo, a Austrália conta com 43 universidades espalhadas por seu território.

 

Artigos relacionados

Relatos de quem já fez intercâmbio

Um intercâmbio serve a vários propósitos. Descubra qual é o seu a partir dos relatos de quem...

Continue lendo

França: destino turístico mais popular do mundo  

Gastronomia internacionalmente reconhecida, monumentos dignos de cartão-postal, grifes de moda...

Continue lendo

Chile: destino mais prático para quem deseja ampliar o conhecimento na língua espanhola 

“Oh, Chile, grande pétala de mar, vinho e neve”. As palavras do poeta Pablo Neruda sobre sua...

Continue lendo

Junte-se à discussão

Eu Fui!

Veja abaixo a opinião de quem já viajou com as associadas Belta.

X